Certificado de Operações Estruturadas COE: GUIA TOTAL

Tempo de leitura: 12 minutos

Certificado de Operações Estruturadas COE vamos entender oque é e como funciona?

Você já imaginou um investimento em que se possui a proteção da renda fixa com a porcentagem de ganho da renda variável? O COE, sigla de Certificado de Operações Estruturadas, é um investimento relativamente novo e que reúne vários ativos nacionais ou internacionais, como ações, moedas, commodities, índices e ETFs, num único lugar.

Veja: Como montar uma carteira de investimentos

Mas calma: neste artigo, vamos te apresentar tudo sobre as operações estruturadas, como ele funciona, suas vantagens, riscos e a tributação. Nossa ideia é que você conheça os detalhes desse tipo de investimento para ver se ele se encaixa no seu perfil enquanto investidor. Vamos ver se o coe vale a pena?

O que é o COE – Certificado de Operações Estruturadas?

O Certificado de Operações Estruturadas foi lançado em 2014 no Brasil e é muito parecido com as Notas Estruturadas, produtos financeiros bem parecidos com os instrumentos de renda fixa, mas que diferem por não refletir o risco de crédito do emissor.

As Notas Estruturadas se tornaram bem populares na Europa e nos Estados Unidos durante a década de 1990. Para se ter uma ideia, as Notas Estruturadas são responsáveis por cerca de 10% de todo o funding bancário mundial: o volume de investimentos nessa categoria é de aproximadamente US$ 2 trilhões.

No Brasil, o COE foi criado em 2010 e só foi regulamentado pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) no segundo semestre de 2013.

Esse produto passou a ser comercializado somente por bancos em janeiro de 2014, e somente em outubro de 2015 é que ele foi regulamentado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e começou a ser ofertado pelas corretoras.

O COE funciona como um título emitido por um banco. Este título reúne elementos dos investimentos em renda fixa e renda variável. Assim, ele traz segurança e rentabilidade ao investidor, se tornando um produto interessante no mercado.

Esse é um tipo de investimento indicado para investidores mais conservadores e é considerado de médio a alto risco, já que ele reúne a utilização de derivativos e operações avançadas em bolsa.

O Certificado de Operações Estruturadas também possibilita alcançar uma remuneração diferenciada, já que se estabelece no ato do investimento um limite de perda ou a possibilidade de não se perder nada. Investidores mais arrojados têm a oportunidade de investir em operações com algum grau de risco, porém com estratégias e cenários mais nítidos, que teriam dificuldade de construir sozinhos.

Como funciona o COE – Certificado de Operações Estruturadas?

O COE é formado pela combinação entre um título prefixado emitido por um banco e estratégias de derivativos. Com essa estrutura, é possível criar cenários de um ativo, que pode ser nacional ou internacional.

Existem algumas especificidades em relação ao COE, como o fato dele sempre ser emitido por um banco e trabalhar em duas modalidades:

  • Valor Nominal Protegido: Nessa modalidade o investidor tem garantia de receber, pelo menos, 100% do valor principal que investiu. Portanto, caso a Renda Variável em que o Certificado está atrelado tenha desempenho negativo, você recebe o valor investido de volta, sem perdas e sem remuneração.
  • Valor Nominal em Risco: Já nessa modalidade, o investidor tem risco de perda até o limite do seu capital. Ou seja, ele pode perder todo o capital investido, mas não corre risco de perder mais do que tem e encerrar o investimento com dívidas.

Características dos Certificado de Operações Estruturadas:

  • Todos os títulos de COE possuem vencimento pré-determinado;
  • Normalmente, o valor do investimento inicial mínimo é baixo;
  • Os títulos de COE são bem explicativos: antes mesmo do investidor decidir por qual título vai comprar, ele já conhece os possíveis cenários e sabe se a rentabilidade terá uma tendência positiva, neutra ou negativa;
  • O pagamento da rentabilidade do COE acontece em dois momentos:
    1. Na data de vencimento do título;
    2. Em períodos pré-determinados e dentro do prazo de duração do produto, com o pagamento sendo semestral, trimestral ou anual;
    3. E, por fim, o COE não possui taxa de administração.

O COE vale a Pena?

Trata-se de um investimento muito versátil e suas características mudam muito entre um e outro.

Há no mercado os COE bons, com cenários de ganhos promissores e que remuneram o custo de oportunidade do investimento.

Mas também há os COE com altos custos e taxas embutidas e, portanto, com poucos cenários de ganho.

Infelizmente, grande parte dos COE oferecidos pelos bancos entram no segundo caso, de poucos cenários de ganho.

Assim, precisamos analisar individualmente as características de cada COE e então dizer se vale a pena ou não.

Continue a ler que eu vou ensinar a analisar um COE.

Quais são as vantagens do COE?

Mesmo sendo um investimento com certo grau de risco, o COE tem uma série de vantagens comparado com outros tipos de investimentos semelhantes.

Uma delas é a diversificação de mercado e de carteira para o investidor que busca por diferentes cenários e ativos sem correr grandes riscos. A compra de um COE permite que o investidor transite por várias áreas e trabalhe com títulos que estejam ligados a mais de um ativo.

Outra vantagem é a internacionalização dos investimentos, já que alguns investidores procuram ativos globais, mas correm o risco da variação da moeda. Como alguns COEs estão ligados a ativos internacionais, isso possibilita um investimento mais seguro e com retorno garantido.

Uma terceira vantagem é a tributação: mesmo trabalhando com vários ativos, para o investidor o COE funciona como um único investimento e, portanto, a tributação é única. Veja mais informações sobre a tributação abaixo.

Finalmente, um outro ponto positivo do COE é a facilidade para acompanhar o desempenho do investimento. Quando se adquire um COE, o investidor só se depara com um único ativo na sua conta. Assim, desde o início é possível saber quais são os cenários de ganho ou perda no vencimento levando em consideração a maneira como o ativo se comporta.

Quais são os riscos do COE?

O principal risco do COE tem relação com o risco de crédito do banco emissor. Isso significa que o COE não possui a garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Mesmo trabalhando na modalidade Valor Nominal Protegido, existe um risco de perda principal, caso o banco emissor não honre o crédito com o investidor.

Tributação do COE – Certificado de Operações Estruturadas?

A tributação do COE é a mesma aplicada em investimentos de renda fixa, onde a tabela do imposto de renda é regressiva e a cobrança ocorre somente no resgate.

Tabela Regressiva Imposto Renda
Tabela Regressiva Imposto Renda

É interessante de comentar que a tributação só será cobrada se a rentabilidade final do COE for positiva.

Qual é o investimento inicial mínimo para o COE?

O investimento inicial mínimo para o COE-Certificado de Operações Estruturadas depende do banco emissor ou da corretora, mas os valores variam de R$ 5 mil para R$ 100 mil.

Prazo de permanência no COE-Certificado de Operações Estruturadas?

O prazo de permanência no COE também depende do tipo de investimento negociado e os ativos que fazem parte do certificado: se dentro do seu investimento estão cotas de câmbio, ações ou juros, o prazo de investimento será menor e estará dentro da faixa de até 90 dias.

Já se o seu COE possui ativos como commodities, o prazo de investimento mínimo é de 1 ano para mais.

Qual é a diferença entre o COE e o autocallable?

O COE autocallable é um tipo de investimento extremamente complexo e que, de certa maneira, lembra um pouco o COE: ele trabalha com um cupom único que possui um prazo mínimo de investimento de 1 ano, e máximo de 4 anos. Sua remuneração e rentabilidade está associada à variação da cotação das ações da Vale, Petrobras, Itaú Unibanco e Brasil Foods.

Porém, diferente do COE – que possui segurança em alguns aspectos do investimento -, o autocallable não é tão seguro assim. Alguns dos seus principais pontos negativos e que diferente muito do COE é que ele não possui remuneração garantida e não é possível solicitar reembolso antecipado por parte do investidor.

Por isso, dependendo da sua experiência com investimentos e da sua possibilidade entre escolher entre o COE e o autocallable, prefira a primeira opção: mesmo correndo o risco de crédito em relação ao emitente, o COE é um investimento mais seguro e muito mais vantajoso em termos de rentabilidade.

Exemplo de Certificado de Operações Estruturadas

Recentemente foi distribuído um COE (Certificado de Operações Estruturada) emitido pelo banco Morgan Stanley, um dos maiores bancos de investimento do mundo, que tinha por objetivo investir nos ativos Apple, Facebook e Unilever

Vamos as características deste COE:

Ativo Subjacente: Apple (AAPL UW Equity), Facebook (FB UW Equity), Unilever (UNA NA Equity)

Valor mínimo de aplicação: R$5.000,00

Data de início: 19/09/2017

Data de vencimento: 19/09/2019

Data de referência para a cotação inicial: Preço de fechamento do dia 18/09/2017

Estratégia de 2 anos com 4 datas de observação semestrais. Em cada uma das 4 datas de observação (incluindo o vencimento).

Caso as 3 ações estejam iguais ou acima dos respectivos preços iniciais, o investidor recebe um cupom acumulado mais o capital investido, e o COE é encerrado antecipadamente.

No vencimento, se a estrutura ainda não tiver sido encerrada e pelo menos uma das ações tenha apresentado queda, o investidor recebe o capital investido.

Datas de Observação e Cupons*:

  • 16/03/2018 : entre 6,55% e 8,05% no período
  • 18/09/2018 : entre 13,1% e 16,1% no período
  • 18/03/2019 : entre 19,65% e 24,15% no período
  • 18/09/2019 : entre 26,2% e 32,2% no período

*os valores exatos dos cupons serão definidos na data de início

Proteção do Principal: 100% do valor nominal, garantido somente na Data de Vencimento

Tributação: IR conforme tabela regressiva

Risco de Crédito: Risco de Crédito do Emissor. Não há garantia do FGC.

Resgate Antecipado: Não há resgate antecipado

Cenários de Retorno no Vencimento

O investidor receberá um cupom acumulado, em reais, caso as 3 ações estejam iguais ou acima dos preços iniciais nas respectivas datas de observação, conforme os quadros abaixo:

Certificado de Operações Estruturadas COE facebook unileve apple
Certificado de Operações Estruturadas COE facebook unileve apple

Cenário COE com vencimento antecipado

Certificado de Operações Estruturadas COE facebook unileve apple
Certificado de Operações Estruturadas

 

Dia 16/03/2018 – 1° vencimento intermediário COE

Certificado Operações Estruturadas coe cenario favoravel 1
Certificado Operações Estruturadas coe cenário favorável 1

Cenário favorável, imaginando o desempenho dos 3 ativos Facebook(amarelo), Unileve(vermelho) e Apple(Laranja).

Oque o Gestor deste COE faz exatamente?

No dia 16/03/2018 (1° data Venc. Int.) ele verifica a situação dos ativos, os 3 ativos estavam acima do valor inicial então o COE é encerrado.  Então o investidor receberá 100% do capital investido + Cupom do período (entre 6,55% e 8,05%).

 

Dia 18/09/2018 – 2° vencimento intermediário COE

Certificado Operações Estruturadas coe cenário favorável 2
Certificado Operações Estruturadas coe cenário favorável 2

Oque o Gestor deste COE faz exatamente?

No dia 18/09/2018 (2° data Venc. Int.) ele verifica a situação dos ativos, os 3 ativos estavam acima do valor inicial então o COE é encerrado.  Então o investidor receberá 100% do capital investido + Cupom do período (entre 13,1% e 16,1%).

 

Dia 18/03/2019 – 3° vencimento intermediário COE

Certificado Operações Estruturadas coe cenário favorável 3
Certificado Operações Estruturadas coe cenário favorável 3

Oque o Gestor deste COE faz exatamente?

Ele verifica a situação dos ativos nesta data, os 3 ativos estavam acima do valor inicial então o COE é encerrado.  Então o investidor receberá 100% do capital investido + Cupom do período (entre 19,65% e 24,15%).

 

Dia 18/09/2019 – vencimento final COE

Certificado Operações Estruturadas coe cenário favorável 4
Certificado Operações Estruturadas coe cenário favorável 4

Oque o Gestor deste COE faz exatamente?

Neste dia ele verifica a situação dos ativos, os 3 ativos estavam acima do valor inicial então o COE é encerrado.  Então o investidor receberá 100% do capital investido + Cupom do período (entre 26,2% e 32,2%).

 

Dia 18/09/2019 – vencimento final COE desfavorável

Certificado Operações Estruturadas coe cenario desfavoravel
Certificado Operações Estruturadas coe cenario desfavoravel

Cenário desfavorável, imaginando o desempenho dos 3 ativos Facebook(amarelo), Unileve(vermelho) e Apple(Laranja). Observe que passou as 4 datas de observação em nenhum momento os 3 ativos ficaram acima do valor inicial.

Oque o Gestor deste COE faz exatamente?

Nesta data ele verifica a situação dos ativos, somente 2 ativos estavam acima do valor inicial então o COE (Certificado Operações Estruturadas) é encerrado. Então o investidor receberá 100% do capital investido.

Gostou do nosso Guia Certificado de Operações Estruturadas COE ? Você já investiu neste produto conte a sua experiência.

Certificado de Operações Estruturadas COE: GUIA TOTAL
4.3 (85.14%) 35 votes