COMO FUNCIONAM OS JUROS COMPOSTOS: Guia ABSOLUTO

Tempo de leitura: 14 minutos

Descubra COMO FUNCIONAM OS JUROS COMPOSTOS e faça ele trabalhar para você !!!

Você sabia que os juros compostos também podem ser sinônimo de dinheiro?

Os juros compostos diferente de outros tipos de cálculos que estudamos na escola podem ser usados no dia a dia para facilitar a nossa vida e até conseguir um bom dinheiro! Maravilha, né?!

Se você utilizar esse tipo de juros da maneira correta mesmo em uma pequena quantia de dinheiro ele pode se transformar em grandes valores.

Porém se você está devendo ele provavelmente será o maior “monstro” que você terá que enfrentar.

Devido ao seu efeito negativo para os inadimplentes, muitos acreditam que ele é um “vilão”.

No entanto, em aplicações como a poupança, investimentos de renda fixa e fundos de investimento ele é super vantajoso, nele os lucros que vão para o bolso do investidor é acrescentado dos juros compostos.

Os juros compostos são conhecidos pelo “juros sobre juros”, eles geram o efeito de bola de neve em cima dos seus valores.

Mentalidade para investir nos Juros compostos

Talvez você já tenha colocado dinheiro em um investimento, mas desistiu em poucos meses ou um ano, pois viu que o valor que rendeu foi muito insignificante.

Acontece que nos primeiros anos o crescimento do lucro realmente é baixo, porém com o decorrer dos anos esse valor crescerá significativamente.

Os juros compostos iniciam lentamente, mas com o passar do tempo eles vão aumentando com maior velocidade.

Esse assunto é algo muito importante para aquele investidor que está iniciando no mundo do investimento, isso porque os juros compostos podem multiplicar o seu dinheiro e deixá-lo rico!

Gostou dessa parte não foi? (risos!) Eu também!

Aqui você descobrirá o que são juros, qual é a sua história, como funcionam os juros simples, como funcionam os juros compostos, a diferença entre juros simples e juros compostos, investimentos que utilizam juros compostos e como fazer os juros compostos trabalharem para você.

O que são juros e como funcionam?

O que é como funcionam os juros compostos
O que é como funcionam os juros compostos

Você sabe o que são juros? Não? Então vamos lá!

Juros é a remuneração que foi conquistada por meio do empréstimo de dinheiro dentro de um período de tempo.

Os juros foram criados para um indivíduo ou empresa, também conhecido pelo nome de credor, que tem valores a receber, eles correspondem a uma recompensa pela quantia emprestada em determinado tempo.

Essa taxa deve ser paga com base no:

  • Tamanho do risco agregado ao investimento, onde quanto maior for o risco, maiores serão as taxas cobradas;
  • Perspectivas inflacionárias;
  • Recompensação pelo não investimento do valor em outra aplicação;
  • Custos administrativos relacionados com a operação.

No mercado financeiro os juros apresentam algumas modalidades, sendo elas: juros compostos, juros de mora, juro nominais, juros reais, juros rotativos, juros simples e juros sobre capital próprio.

Se você ainda não entendeu o conceito, vamos simplificá-lo através de uma situação que ocorre no dia a dia:

Quando você faz um empréstimo no banco ou compra algum produto no cartão de crédito, normalmente você precisará pagar o valor líquido mais uma taxa pela utilização do dinheiro emprestado ou pelo uso do cartão.

Essa taxa é o que chamamos de juros.

Agora ficou mais fácil entender, não é verdade?

Como falamos no início desse artigo, os juros podem funcionar ao nosso favor quando estamos aplicando dinheiro. Contudo, se pedimos dinheiro emprestado eles atuam contra.

Leia  O que é ANALISE FUNDAMENTALISTA de ações e como fazer

E você está usando ele contra ou a favor?

Com a crise econômica enfrentada pelo país muitas pessoas ficaram endividadas e infelizmente acabaram por encarar o lado “negro” dos juros.

A nossa dica é: “faça o bom uso dos juros e você verá a evolução do seu crescimento patrimonial em alguns anos”.

Caso você não saiba como calculá-los nós daremos algumas dicas nesse artigo, mas também é válido iniciar um curso de matemática financeira básica.

A história dos juros compostos

Como funcionam os JUROS COMPOSTOS história
Como funcionam os JUROS COMPOSTOS história

Os juros são algo que surgiu desde a antiguidade e ficou ainda mais conhecido com o passar do tempo e da história.

Esse cálculo provavelmente teve seu início através da percepção do homem quanto à relação dinheiro e tempo.

O método de acumulação de valores e a desvalorização da moeda direcionaram naturalmente a compreensão dos juros, onde estes ocorriam devido o tempo do dinheiro.

Foi documentado sobre textos antigos que fazem referência a distribuição de produtos agrícolas e de cálculos aritméticos fundamentados nas negociações.

As tábuas que eram usadas como registros mostram que os antigos sumérios estavam habituados com várias formas de contratos, listagem do que foram comprado, comprovante da negociação, notas promissórias, juros simples, juros compostos, hipotecas, entre outros.

Acredita-se que elas eram usadas para investigação de questões que envolviam os juros compostos.

Estudiosos indicam que os juros tiveram o seu começo a partir de 2.000 a.C. na Babilônia, onde uma das formas de pagamento ocorria através de sementes.

Juros compostos e a ilha de Manhattan

Existe um registro mais recente que mostra como funcionam os juros compostos.

No ano de 1626, onde Peter Minuit um homem de origem holandês negociou a compra da ilha de Manhattan, nos Estados Unidos.

Essa transação foi feita com índios, sendo realizada a pedido da Companhia das Índias Orientais Holandesas.

Esses índios receberam pela venda objetos no valor aproximado de 24 dólares.

Hoje sabemos que Manhattan é distrito de Nova York, um dos locais de maior valor econômico, buscado pelas pessoas mais ricas do mundo.

Aparentemente esse negócio seria bem vantajoso para Peter Minuit, isso levando em consideração a grandiosidade do local e a sua super valorização financeira.

No entanto, supondo que Minuit pegasse esse dinheiro que foi pago pela compra da ilha e aplicassem esse valor a juros compostos com uma taxa de 8% a.a.

Você já imaginou de quanto seria o seu rendimento a longo desses 391 anos?

Calculando você verá que os valores seriam exorbitantes capaz de obter toda a Manhattan, além de todas as melhorias que foram feitas até hoje e mesmo assim sobraria muito desse valor.

Essa suposição é totalmente ilustrativa, pois sabemos que esse fato ocorreu em outra época, mas essa situação pode nos fazer refletir sobre a importância de analisar as aplicações antes de investir.

Como funcionam os juros simples?

O que é e Como funcionam os juros simples
O que é e Como funcionam os juros simples?

Você já ouviu falar dos juros simples? Provavelmente sim, não é verdade!

Mas calculá-los, você sabe?

Com certeza você já deve ter estudado sobre eles na escola, o que acontece é que na maioria das vezes o professor fala…fala…e fala, mas a gente não entende nada!

O maior problema é não mostrar que eles também podem ser aplicados no dia a dia, dessa forma o entendimento seria mais claro.

Os juros simples são definidos por um percentual calculado com base no valor inicial, onde a quantia relacionada aos juros é igual no período de aplicação ou formação da dívida.

A renda é investida sobre um valor financeiro emprestado, semelhante a uma locação pelo empréstimo dessa quantia.

Ao contrário dos juros compostos, os juros simples são previstos a partir do capital inicial sem depender de aumentos ao passar do tempo.

Os juros simples foram usados em casos que envolviam o curto prazo, porém atualmente eles não são mais aplicados na capitalização fundamentada no regime simples.

Leia  Poupança ou Tesouro direto: qual é melhor para investir?

Em todo o caso aprender como calculá-los ainda é válido em termos de conhecimento.

A fórmula usada para calcular os juros simples é:

J = C * i * t

Cada letra significa:

  • J = juros simples
  • C = capital inicial
  • i = taxa de juros
  • t = tempo de aplicação

Podemos explicar essa conta da seguinte forma, supondo que você tem um capital inicial de R$ 6.000,00 e deseja aplicar em um juros simples de 5% ao mês.

Quanto você terá em um prazo de 6 meses?

J = 6.000 * 5% (ou 0,05) * 6 meses

J = 6.000 * 0,05 * 6

J = R$1.800

No final você receberá R$6.000,00 + R$1.800,00 = R$7.800.

Como funcionam os juros compostos?

Como funcionam os juros compostos nos investimentos
Como funcionam os juros compostos nos investimentos

Vamos agora entender como funcionam os juros compostos!

Os juros compostos atuam no capital, de modo que a cada mês os juros formam um capital novo calculando assim os novos juros, conhecido pelo “juros sobre juros”.

Agora pense naquela pessoa que você conhece que é totalmente desorganizada financeiramente.

Imagine que ela tem uma conta que não conseguiu pagar, todo mês essa dívida crescerá porque os juros irão refletir sobre os juros atual, virando uma “bola de neve”.

Terrível, né? Mas é o que acontece!

Inverta o papel de devedor para investidor

Esse tipo de juros quando usado em uma aplicação financeira pode ser muito rentável.

As organizações financeiras executam essa técnica de capitalização nos investimentos, assim também na criação de financiamentos.

Quando uma empresa, governo ou banco necessita realizar a captação de valores, elas geram um tipo de contrato de dívida, onde aquele que adquire a cota desse contrato empresta dinheiro a essa organização.

Ao final do tempo negociado no contrato, o investidor receberá o que investiu mais os juros em cima desse valor.

Os investimentos através dos juros compostos têm os seus valores mais relevantes quando recolhidos ao longo prazo.

Portanto, para se tornar um investidor, é necessário ter bastante paciência e também organização. Essa paciência te ajudará a aguardar o tempo necessário para obter os melhores lucros e a organização para não retirar o valor antes do tempo determinado.

A fórmula dos juros compostos é apresentada da seguinte forma:

M = C * (1 + i)t

Cada letra significa:

M = montante

C = capital

I = taxa de juros

T = tempo da aplicação

Podemos explicar essa conta da seguinte forma, supondo que você tem um capital de R$ 2.000,00.

Deseja aplicar por meio dos juros compostos a 2% ao mês, quanto você terá em um prazo de 8 meses?

M = 2000*(1 + 0,02)8

M = 2000 * 1,028

M = 2000 * 1,1716593810022656

M = 2.343,32

No final você receberá R$ 2.343,32, sendo o valor referente ao juros de R$ 343,32.

Pronto, agora você já sabe como funcionam os juros compostos!

Diferença entre juros simples e juros compostos?

Como funcionam os juros simples e compostos
Como funcionam os juros simples e compostos

Você já pensou quais são as diferenças entre esses dois tipos de juros?

A maior diferença e a mais fácil de identificar entre os juros simples e os juros compostos é a forma de calcular a taxa:

  • Para o cálculo dos juros simples, a conta é feita sobre o valor inicial;
  • Contudo, no caso dos juros compostos, o cálculo é feito sobre os juros do mês anterior. Resumindo, nesse tipo de juros é calculado “juros sobre juros”.

A segunda diferença entre os juros simples e compostos são as suas aplicações.

Para os investimentos financeiros praticamente na sua totalidade é feito o uso dos juros compostos.

Os juros simples apenas encontram-se presente em procedimentos de prazos muito pequenos e em situação de desconto simplificado das duplicatas.

Você encontrará facilmente os juros compostos em operações cotidianas, tais como: compras com o cartão de crédito, empréstimo feito em banco e outros.

Quando comparamos os dois tipos de juros, vemos que o simples é bem mais fácil de entender e calcular do que o composto, porém com a prática você conseguirá assimilá-lo bem.

Lembre-se que compreender o que difere os juros é muito importante para o momento de escolher o empréstimo ideal ou o melhor investimento.

Leia  COMO INVESTIR EM DIVIDENDOS PASSO A PASSO

Quais investimentos possui juros compostos?

Já parou para pensar quais são os investimentos que usam os juros compostos?

A caderneta de poupança, fundos de renda fixa, CDB, LCI, Bolsa de valores, fundos de investimentos, tesouro direto e qualquer modalidade de investimento financeiro tem seu rendimento indexado pelos juros compostos.

Como funcionam os juros compostos nos investimentos
Como funcionam os juros compostos nos investimentos

Agora você sabe que as aplicações em geral trabalham com os juros compostos, se vai decidir investir é preciso avaliar antes o nível dos riscos desse investimento, além da situação econômica do país.

Se ainda não sabe, Taxa Selic é a taxa de juros referente à economia do Brasil, ela é regulada pelo Banco Central através do Comitê de Política Monetária.

Para escolher o investimento, primeiro você necessita se atentar aos juros que essa aplicação tem a oferecer.

Quanto maior for os juros apresentados, maior serão os riscos desse investimento.

Se você se considera novo para investir, vou reforçar mais uma vez, as aplicações financeiras funcionam em longo prazo, então nunca é cedo para começar a investir.

Se o seu salário parece pequeno e você acha que o valor que pode aplicar é baixo, mesmo assim separe uma quantia.

Se poupar dinheiro virá uma rotina na sua vida, as suas chances de conseguir independência financeira serão maiores.

Fazer os juros compostos trabalharem para você

Como funcionam os juros compostos,faça eles trabalhar para você !
Como funcionam os juros compostos,faça eles trabalhar para você !

Se você já conhece o lado “negro” dos juros compostos devido a algumas dívidas, está na hora de colocá-los ao seu favor!

Para tirar proveito dos juros compostos é bem simples. A única coisa que você irá fazer é escolher um investimento com bom rendimento ao mês e aguardar esse valor crescer, os juros serão responsáveis por isso.

Lembre-se é importante fazer aplicações com frequência, isso tornará da sua atitude algo rotineiro. Quanto mais você aplica, mais você rende!

Você já saber que os juros compostos apenas funcionam se os valores forem deixados para crescer. Estão nada de mexer antes do tempo!

O retorno pode ser bem pequenos no início, mas não desista! O resultado no final será maravilhoso!

O investidor inteligente não vê só o dinheiro que logo poderia gastar pagando dívidas ou comprando qualquer coisa que ele quer.

Porém vê o dinheiro que será muito maior no futuro, onde poderá comprar muito mais do que compraria agora e dependendo do retorno até assegurar uma boa vida.

Como falamos nunca é cedo de mais para poupar, então que tal começa agora?

Não se preocupe com o valor que você começará, começa o quanto antes importa muito mais do que o quanto você irá investir.

Conclusão Como Funcionam os Juros Compostos

Neste artigo você aprendeu o que são juros, qual a história dos juros compostos, entendeu como funcionam os juros compostos e simples, além de calculá-los.

Agora você já sabe quais são as diferença entre os dois tipos de juros e descobriu que os juros compostos são usados para remunerar todos os investimentos como:

Saber como fazer os juros compostos trabalharem para você não é mais nenhum segredo, então borá lá ficar ricos?! (risos)

Então é isso, deixe sua opinião nos comentários sobre o que achou desse assunto e compartilhe nas redes sociais!

COMO FUNCIONAM OS JUROS COMPOSTOS: Guia ABSOLUTO
4.4 (88.57%) 7 votes