Como montar uma carteira de investimentos

Tempo de leitura: 8 minutos

Acompanhe como montar uma carteira de investimentos diversificada.

Se você procura por uma opção de investimento diversificada e com diferentes tipos de risco, você deve conhecer as carteiras de investimentos.

Essas opções estão, lentamente, ganhando força no Brasil junto aos investidores iniciantes. Para aqueles com mais experiência, ter uma carteira de investimentos é o começo de uma vida financeira mais estável e rentável.

Nós produzimos um guia completo que explica o que é uma carteira de investimentos, quais são os ativos mais comuns presentes nesse tipo de investimento e como você deve montar a sua carteira de investimentos.

Neste post, nós vamos lhe explicar como você pode montar uma carteira de investimentos diversificada. Mas antes disso, que tal relembramos como você pode montar a sua carteira de investimentos? 

Montando a sua carteira de investimentos

Se você decidiu montar uma carteira de investimentos, o primeiro passo é conhecer o seu perfil de investidor.

Existem cinco tipos de investidores:

  • O conservador, que procura mais segurança e, se possível, risco zero nos seus investimentos. Normalmente, os investimentos para esse perfil possuem renda fixa, são previsíveis e constantes;
  • O moderado, que aceita algum risco a curto prazo, mas deseja um investimento mais seguro a médio e longo prazo;
  • O balanceado, que aceita algum risco a curto e médio prazo, mas deseja mais segurança nos investimentos a longo prazo;
  • O perfil de crescimento, que busca ampliar o seu capital, mesmo que isso signifique assumir riscos a médio prazo;
  • E o perfil sofisticado, que é o investidor experiente e que encara o risco como um potencial.

Definindo o seu perfil de investidor, você será capaz de escolher as aplicações mais apropriadas para você. O que se deve levar em conta neste caso é a tolerância de risco, que pode ser baixa, média ou alta, e o prazo de aplicação, que pode ser curto médio ou longo.

Isso ajuda a determinar qual tipo de renda é a mais interessante para o seu perfil. As rendas se dividem em dois grupos – fixa e variável – e englobam os seguintes tipos de investimento:

É justamente com a renda fixa e a renda variável que você acaba ampliando a sua carteira de investimentos. No tópico abaixo, vamos detalhar um pouco mais dessas opções, detalhando a rentabilidade e liquidez de cada um desses tipos de investimento.

Leia  O que é carteira de investimentos?

Trazendo mais diversidade para a sua carteira de investimentos

Montar uma carteira de investimentos
Montar uma carteira de investimentos

Conforme explicamos, a carteira de investimentos pode ser diversificada com diferentes tipos de ativos que podem ter renda fixa ou renda variável.

Renda fixa é aquele tipo de renda onde o retorno de capital é calculado ou definido no momento em que se realiza a aplicação. Já a renda variável varia de acordo com a expectativa do mercado e leva em consideração outros indicadores, como a inflação.

Os principais investimentos de renda fixa e que fazem parte de uma carteira de investimento são:

  • Poupança

Mesmo com uma rentabilidade média de 0,5% ao mês e não sendo recomendada por especialistas, a poupança ainda é uma das formas de investimento preferidas pelo brasileiro. A grande vantagem da poupança é a sua liquidez, facilidade de movimentação e isenção de imposto de renda.

Com a poupança, vale a pena fazer duas observações:

  • A poupança é sim interessante como investimento quando você tem uma quantia mais baixo a ser aplicada por um período mais curto;
  • É importante também lembrar que a liquidez da poupança só é interessante se esse dinheiro ficar parado até a data de aniversário do depósito realizado. Se você tirar o dinheiro antes da data, tenha certeza de que você estará perdendo dinheiro.

O tesouro direto foi criado em 2002 pelo Governo Federal e funciona com a compra de títulos do governo. Essa alternativa de investimento é uma das mais seguras que existem, já que a garantia de retorno está prevista em lei.

Existem diferentes títulos do tesouro direto e que pagam a taxa anual de juros ou juros fixos corrigidos pela inflação mensal ou anual. Leia esse nosso outro post onde explicamos mais sobre o funcionamento do tesouro direto.

Algumas das opções do tesouro direto e seus rendimentos levantadas em julho de 2017 são:

Título Vencimento Taxa de rendimento (% a.a.) Valor mínimo Preço unitário
Indexados ao IPCA(**)
Tesouro IPCA+ 2024 (NTNB Princ) 15/08/2024 5,18 R$ 41,95 R$ 2.097,99
Tesouro IPCA+ 2035 (NTNB Princ) 15/05/2035 5,35 R$ 35,60 R$ 1.186,98
Tesouro IPCA+ 2045 (NTNB Princ) 15/05/2045 5,35 R$ 35,29 R$ 705,87
Tesouro IPCA+ com juros semestrais 2026 (NTNB) 15/08/2026 5,19 R$ 32,42 R$ 3.242,72
Tesouro IPCA+ com juros semestrais 2035 (NTNB) 15/05/2035 5,30 R$ 32,67 R$ 3.267,36
Tesouro IPCA+ com juros semestrais 2050 (NTNB) 15/08/2050 5,37 R$ 33,63 R$ 3.363,55
Prefixados
Tesouro prefixado 2020 (LTN) 01/01/2020 8,93 R$ 32,46 R$ 811,60
Tesouro prefixado 2023 (LTN) 01/01/2023 9,91 R$ 35,92 R$ 598,72
Tesouro prefixado com juros semestrais 2027 (NTNF) 01/01/2027 10,00 R$ 30,21 R$ 1.007,15
Indexados à taxa Selic
Tesouro Selic 2023 (LFT) 01/03/2023 0,01 R$ 89,63 R$ 8.963,61
Leia  CPTS11B FII Capitânia Securities II

(**) Os títulos indexados ao IPCA possuem o rendimento anual mais a inflação.

Para conferir o preço e os títulos que estão disponíveis, confira este link direto para o site do Tesouro Direto.

Existem dois pontos do tesouro direto que vale a pena mencionar aqui: o primeiro é que essa é uma opção de investimento interessante para longo prazo. No tesouro direto existe a cobrança de imposto de renda. Se você deixa o título parado por um longo prazo, esse imposto acaba sendo menor e a rentabilidade é maior. Veja esse outro post que escrevemos sobre o assunto e que detalha melhor essa questão.

  • Certificado de Depósito Bancário (CDB)

O CDB é um título emitido por um banco com o intuito de levantar dinheiro para realizar empréstimos.

Normalmente, ele trabalha com três modalidade: uma taxa pré-fixada; essa taxa mais o índice de inflação; e uma taxa pós-fixada. Normalmente, essas taxas estão atreladas ao CDI.

O CDB é extremamente seguro, mas não possui uma liquidez tão boa assim (em alguns casos, bancos ou corretoras exigem um período de carência para a retirada no prazo do vencimento) e também realiza a cobrança de imposto de renda, com a alíquota variando de 15 a 22,5%.

  • Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e Letras de Crédito do Agronegócio (LCA)

O LCI e o LCA são semelhantes ao CDB, tendo como diferencial a isenção de imposto de renda, o valor mais baixo para aplicação e também o período de carência para saque. O ideal é observar qual dos papéis possui melhor rentabilidade e vencimento.

O LCI e o LCA também são seguros, contando com a proteção do Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

Já os principais ativos de renda variável são:

  • Ações

Podemos dizer que ações é o capital social de uma empresa dividido em pequenas fatias. Capital social, para quem não sabe, é o valor de mercado de uma empresa, isto é, o quanto ela vale levando em consideração os produtos e serviços oferecidos, bem como ativos (como prédio e maquinário), mão de obra e outros itens que acabam precificando uma empresa

Leia  O que é ANALISE FUNDAMENTALISTA de ações e como fazer

A valorização (ou desvalorização) de uma ação acontece de acordo com a percepção do valor de mercado de uma empresa. Assim, quanto mais interessante for uma empresa – levando em consideração inovação, presença no mercado e volume de vendas -, maior será a valorização.

Para investir em ações, é bacana conhecer a dinâmica de mercado de uma determinada área e também quais são as tendências para o futuro. Assim, você estará blindando o seu dinheiro e fazendo um negócio mais interessante na venda ou compra de ações.

Vale lembrar que as operações na bolsa de valores possuem a cobrança do imposto de renda e de outras taxas dependendo da sua corretora de valores.

  • Fundos de investimento

Os fundos de investimento funcionam como grandes grupos que recebem investidores para idealizar um empreendimento, seja ele físico ou virtual. Um exemplo de fundo de investimento são os fundos imobiliários, que você pode conhecer mais aqui.

Os fundos de investimento são interessantes, mas não é uma forma 100% segura de se realizar um investimento. A grande questão é o grupo de administradores responsáveis por gerir o fundo: sabendo fazer um bom trabalho, tenha certeza de que você terá um bom lucro.

Conclusão montar uma carteira de investimentos diversificada

Ao longo deste artigo, você percebeu como é possível diversificar a sua carteira de investimentos com opções seguras e rentáveis. Lembre-se de seguir as nossas dicas, conhecendo o seu perfil enquanto investidor e tendo um plano futuro – assim, você terá grandes chances de lucrar e se dar bem enquanto investidor.

Como montar uma carteira de investimentos
5 (100%) 5 votes