O que é ANALISE FUNDAMENTALISTA de ações e como fazer

Tempo de leitura: 9 minutos

Descubra o que é analise fundamentalista de ações e como fazer para potencializar seus investimentos.

O principal objetivo da análise fundamentalista é conhecer a saúde financeira das companhias de capital aberto.

Com ela também pode-se calcular: se as ações estão por um preço razoável, decidir compras ou vendas e fazer uma previsão de quais resultados esperar em longo prazo.

A ideia é se posicionar a favor da possibilidade de lucrar ao levar em conta fatores que influenciam no desempenho das organizações.

Veja: Como escolher fundos Imobiliários passo a passo

Então, se você deseja realizar esse estudo para ter mais precisão na hora de investir, esse é o lugar certo!

Confira, a seguir, os principais pontos para ter uma boa base de análise fundamentalista; além de um prático passo a passo para começar.

Faça uma boa leitura!  😛

Análise Fundamentalista vs Análise Técnica

Tanto a análise técnica, quanto a análise fundamentalista, são bastante comuns e conhecidas para investidores de renda variável.

Então, resumidamente, para você que não sabe, ou ainda resta alguma dúvida, aqui vai a diferença básica entre elas.

Análise fundamentalista:  usa dados econômicos como indicadores, sendo eles, financeiros, balanço e resultado da empresa.

Análise técnica: a análise técnica avalia o gráfico da empresa, seja em períodos diários, mensal ou até mesmo de hora em hora.

A análise fundamentalista analisa os gráficos para confirmar o preço, já a análise técnica utiliza os gráficos para encontrar padrões e tendências.

Vantagens

Ao utilizar a análise fundamentalista, é muito provável que você consiga um preço mais justo pela ação, pois é muito comum a oscilação de preços neste mercado, então, ao utilizar dessas técnicas, as chances de você encontrar o preço ideal para comprar/vender a ação acabam aumentando.

Desvantagens

Utilizar da análise fundamentalista pode ser bastante complicado, pois enquanto a análise técnica busca encontrar padrões e tendências, a análise fundamentalista precisa de muita pesquisa, cálculos, além das análises dos três principais fundamentos (fundamentos qualitativos, fundamentos quantitativos e valor intrínseco).

Fundamentos quantitativos

São análises feitas com base de dados numéricos. Temos como exemplo o resultado financeiro da empresa, o resultado operacional, além de índices macroeconômicos que possam afetar a empresa, como dólar, inflação e taxa de juros.

Leia  FGC - Fundo Garantidor de Crédito: GUIA ABSOLUTO

Fundamentos qualitativos

Dizem a respeito da saúde da empresa, assim como se ela é uma “boa pagadora”, ou seja, possui bom rendimento das ações.

Alguns exemplos de índices são: nível de governança corporativa, quadro administrativo, posição da marca, potencial de crescimento.

O que é valor intrínseco da ação?

O valor intrínseco da ação é o valor real dela, seria o valor que ela deve atingir no futuro.

Sendo assim, a análise fundamentalista busca estipular qual seria o valor futuro, ou, o valor intrínseco da ação, assim como o tempo que levaria até atingir aquele valor.

Uma vez que o valor intrínseco é derivado puramente da saúde financeira da empresa, é possível determinar, em média, qual valor a empresa irá pagar naquela ação no longo prazo.

Métodos de Análise Fundamentalista

Na análise fundamentalista há duas abordagens, a “top down” e a “bottom up”.

Análise Fundamentalista – Top down

Nesse tipo de análise há uma averiguação do cenário macroeconômico durante os próximos meses, a partir disso, verifica-se quais empresas se sairão melhor economicamente falando.

Quando os juros se encontram altos, empresas endividadas ficam de fora do cenário de boas empresas para se investir, porém, se a economia prosperar, empresas de mineração talvez sejam uma boa ideia.

Análise Fundamentalista – Bottom up

Enquanto isso, o “bottom up” descarta um pouco a análise macroeconômica, e as características da empresa que acabam sendo mais focadas são, por exemplo, a concorrência, os fornecedores, a qualidade da administração, os clientes, os dados do balanço de pagamentos e assim em diante.

Análise fundamentalista o que avaliar?

Quando o assunto é análise fundamentalista, torna-se interessante – e muitas vezes essencial – analisar uma série de dados, como mostra a lista a seguir:

Análise econômica

Também conhecida como análise macroeconômica, são assuntos macroeconômicos que precisam ser analisados, como política cambial, fiscal e monetária; balança comercial e balança de pagamentos; PIB; inflação; nível de atividade industrial, econômica, serviços e varejo; taxa de desemprego e etc.

Análise setorial

Nada mais é do que a análise do setor da empresa. Trata-se principalmente de analisar as estatísticas, eventos, seminários e etc.

Alguns exemplos de perguntas que você deve se fazer ao realizar essa etapa da análise: Como está a demanda pelos produtos do setor da empresa? Como está a oferta de produtos que são oferecidos pela empresa?

Análise da empresa

Analisar a saúde da empresa, se possível, visite a linha de produção para verificar como anda as atividades da empresa, além de pesquisar por informações e notícias a respeito dela.

Leia  MXRF11 Maxi Renda Fundo Imobiliário

Análise de Múltiplos

Trata-se de analisar diversos/múltiplos mercados de empresas similares à aquela que deseja investir. São analisados índices como pay-out; preço/lucro; dividendo Yield; rentabilidade líquida; nível de endividamento e etc.

Análise dos Relatórios Contábeis

A análise dos relatórios contábeis trata-se principalmente da análise do balanço patrimonial da empresa, como: demonstrativos de resultados; demonstrativos dos fluxos de caixa; e notas explicativas.

É importante ressaltar que se você não está familiarizado com esses termos, é interessante você pesquisar a fundo o que significa cada um deles, pois todos serão de extrema importância para o sucesso da sua análise fundamentalista.

Principais Indicadores da análise fundamentalista

Na análise fundamentalista há alguns indicadores que acabam sendo essenciais para realizar a análise, são eles:

  • Beta (que nada mais é que um indicador que determina a sensibilidade da empresa em relação ao índice a que estão atreladas. Geralmente o valor do beta é um, se maior que um, há mais risco, se menor, menos risco);
  • Preço da ação no mercado;
  • Lucro por ação;
  • Índice preço/lucro;
  • Preço/valor patrimonial;
  • Dividendo/preço de mercado da ação;
  • Dividendo/lucro pay-out;
  • Preço/fluxo de caixa operacional (indica em quantos anos a empresa geraria um caixa equivalente ao valor de suas ações).

Além disso, há os indicadores financeiros:

Os indicadores financeiros dividem-se em quatro categorias:

  • Liquidez;
  • Endividamento;
  • Valor de mercado;
  • Rentabilidade.

Com os três primeiros é possível medir o risco, enquanto o último mede o retorno.

Para os indicadores de rentabilidade, são:

  • Margem operacional;
  • Margem ebitda;
  • Margem líquida;
  • Retorno sobre o ativo;
  • Retorno sobre o investimento;
  • Retorno sobre patrimônio.

Já para os indicadores de liquidez:

  • Liquidez imediata: capacidade da empresa de quitar as obrigações imediatamente.
  • Liquidez corrente: capacidade da empresa de quitar as obrigações no curto prazo.
  • Liquidez seca: mesmo que liquidez corrente, porém elimina o potencial de venda na sua capacidade de pagamento.
  • Liquidez geral: capacidade da empresa de quitar com suas obrigações como um todo, curto e longo prazo.

Vídeos o que é analise fundamentalista de ações e como fazer

Neste vídeo educativo da BOVESPA, você pode entender um pouco mais sobre a Análise Fundamentalista e perceber também a evolução dela para esferas fora de uma empresa.

Considerando o segmento onde ela está inserida, perspectivas do setor e até mesmo outras questões macroeconômicas.

 

Como fazer uma análise fundamentalista passo a passo

Agora que você já sabe um pouco sobre como a análise fundamentalista funciona, já pesquisou para saber todos os termos aqui citados, já está expert no assunto, que tal ver um passo a passo de como realizar a análise fundamentalista?!

Leia  Como economizar dinheiro para viajar?

Esse passo a passo é dividido em três etapas: a macro, a setorial e a de empresas. Que nada mais é do que algo que já foi falado anteriormente.

Passo 1: Em primeiro lugar é necessário fazer uma análise de mercado, uma análise macroeconômica, com as variáveis da economia e como isso afeta o cenário atual.

Passo 2: Após a análise macroeconômica é necessário analisar como anda o setor, verificar notícias a respeito ajuda muito.

Por exemplo, em 2016 e 2017 não seria um ano interessante para investir em empresas automobilísticas, por exemplo, pois aqui no Brasil, estávamos sofrendo uma grande onda de demissões.

Passo 3: E por último, analisar a empresa. Verificar como anda a saúde dela, o balanço, como andam as negociações e etc.

Vale lembrar que a análise fundamentalista, ao contrário da técnica é uma análise para quem busca um investimento de longo prazo, uma vez que é muito difícil uma empresa já conseguir os resultados esperados em um mês ou três.

Tenha sempre essas informações em mente antes de começar a investir.

Conclusão

Antes de tudo é importante lembrar que a análise fundamentalista não é uma análise simples de ser feita.

Pode ser que algumas pessoas até achem que sim, ou mesmo que ela seja fácil, mas não podemos negar que existem muitas análises e cálculos a serem feitos antes de tomar uma decisão.

Então sempre pesquise bastante, entenda cada um dos termos citados aqui, busque informações, faça os cálculos, simule sem utilizar dinheiro verdadeiro para ver se foi entendido corretamente o conceito e se não há dúvidas.

Aliás, fica como dica o site http://folhainvest.folha.uol.com.br/, caso você deseje treinar o investimento em ações. Lá eles disponibilizam uma quantia em dinheiro fictícia.

Então você é livre para cometer erros, uma vez que o dinheiro não é real.

Invista, tente, faça palpites, entenda como funciona, e quando você tiver certeza do que está fazendo, não restar mais dúvidas sobre os cálculos e termos, aí sim comece a investir o seu dinheiro.

Investir em ações é algo que demanda tempo e comprometimento.

Bons investimentos!

O que é ANALISE FUNDAMENTALISTA de ações e como fazer
3.9 (77.78%) 9 votes